Uso de cookies

Utilizamos "cookies" próprios e de terceiros para elaborar o site. Se continua a navegar aceita o seu uso.

Para mais informações e política de cookies.

Mercadona abre primeiro supermercado em Melilha

Mercadona abre hoje o seu primeiro supermercado em Melilha

04 de dezembro de 2018
  • Este investimento supera os 9 milhões de euros, uma vez que a construção do supermercado incluiu a reabilitação do histórico edifício Casa Montes, considerado Bem de Interesse Cultural desde 1986.
  • A nova loja, construída com o Novo Modelo de Loja Eficiente da Mercadona, pressupõe a criação de 105 postos de trabalho estável e de qualidade.

A Mercadona abre hoje o seu primeiro supermercado na cidade autónoma de Melilha, concretamente na rua Carlos V. Este investimento da empresa supera os 9 milhões de euros, uma vez que a construção do novo supermercado incluiu a reabilitação do histórico edifício da Casa Montes, construído em 1926 e reconhecido como património arquitetónico e cultural de Melilha. Considerado Bem de Interesse Cultural desde o ano 1986, foi desenhado pelo arquiteto Enrique Nieto y Nieto, que concebeu grande parte dos edifícios modernistas do centro da cidade de Melilha.

O novo supermercado, que permite a criação de 105 empregos estáveis e de qualidade, está em linha com o Novo Modelo de Loja Eficiente que a Mercadona está a implementar na sua cadeia. Este é o primeiro supermercado dos dois que a empresa prevê abrir na cidade autónoma de Melilha. Tem uma área de vendas de 2.000 m2 e conta com 170 lugares de estacionamento. Com um design completamente renovado em relação ao modelo anterior de loja, com novas cores e materiais, tanto na fachada exterior do supermercado como na distribuição das diferentes secções, aposta em espaços abertos que facilitam a entrada de luz natural e cores quentes na delimitação dos diferentes ambientes.

Abertura supermercado MelilhaAntigo edifício da Casa Montes, construído em 1926.

Novidades em todas as secções

A nova loja apresenta novidades em todas as secções que beneficiam tanto os "Chefes" (como a empresa chama aos seus clientes), como os colaboradores, fornecedores e a sociedade. Tem uma nova entrada com vidros duplos, de modo a evitar correntes de ar, lineares específicos de leite fresco e sumos refrigerados, um novo talho, onde “O Chefe” pode escolher entre o sortido embalado ou pedir para que este seja preparado ao seu gosto no Ponto de Acabado, uma nova charcutaria com corte de presunto, um expositor central na perfumaria para cosméticos especializados e máquinas de sumo de laranja espremido na hora, entre outras novidades.

Este novo Modelo de Loja Eficiente da Mercadona procura também oferecer um melhor serviço para facilitar o ato de compra dos clientes, ampliando os corredores de frutas e legumes e implementando dois novos modelos de carrinhos, muito mais ergonómicos e leves.

Além disso, a fim de facilitar as tarefas diárias dos colaboradores, este novo supermercado inclui várias medidas para melhorar a ergonomia e eliminar o esforço excessivo. Para o design das novas caixas, a Mercadona contou com a colaboração do Instituto de Biomecânica de Valência. Neste âmbito, também as áreas comuns para os funcionários foram melhoradas, a fim de desfrutarem de mais conforto nos seus momentos de descanso, com cacifos individuais mais espaçosos e confortáveis, além de uma copa mais bem equipada.

Poupança energética e gestão totalmente informatizada: loja ecoeficiente

A nível ambiental, o Novo Modelo de Loja Eficiente da Mercadona tomou medidas que permitem reduzir até 40% o consumo energético em relação ao modelo de loja convencional, devido à melhoria do isolamento térmico e acústico, otimizando os materiais e a espessura das paredes e tetos, e com novas arcas congeladoras mais eficientes energeticamente. Além disso, possui um sistema de iluminação LED automatizado que é regulado de acordo com as áreas e horas do dia.

Da mesma forma, este novo Modelo de Loja Mercadona, completamente conectado tecnologicamente, integra uma série de dispositivos eletrónicos e ferramentas que ajudam os colaboradores a partilhar informações de qualquer secção da loja; o que facilita a autogestão de cada supermercado e agiliza os processos de toda a cadeia. Estes novos dispositivos estão, entre outros, na linha de caixas, balanças ou o uso de tablets eletrónicos, que substituem o papel para realizar tarefas administrativas.

Com esta nova abertura, os clientes da Mercadona na cidade autónoma de Melilha irão beneficiar da sua conhecida política comercial SPB (Sempre Preços Baixos), que a empresa utiliza de forma exclusiva e que consiste em garantir o menor preço unitário dos produtos, com a melhor qualidade, de forma permanente. Graças a isso, a Mercadona pode oferecer aos seus clientes um sortido eficaz, independentemente de quem fabrique o produto, com a máxima qualidade e a preços competitivos.