Uso de cookies

Este sítio Web utiliza cookies próprios e de terceiros com o objetivo de tornar a sua navegação mais segura, fazer a análise estatística das visitas ao sítio Web e conhecer a sua usabilidade. Se desejar mais informações pode consultar a nossa POLÍTICA DE COOKIES. Pode aceitar a utilização de cookies pressionando "ACEITAR" o Configurar/Rechazar su uso pulsando "CONFIGURAR/RECUSAR".

Visita à primeira loja da Mercadona em Portugal

Mercadona abre o seu primeiro supermercado em Portugal

01 de julho de 2019
  • Este é o primeiro projeto de internacionalização da empresa
  • A Mercadona conta atualmente com 900 colaboradores portugueses e prevê chegar aos 1100 colaboradores até ao final de 2019 em Portugal; tem igualmente previsto investir mais de 100 milhões de euros durante este ano
  • Juan Roig e Hortensia Herrero, presidente e vice-presidente da Mercadona, juntamente com o Conselho de Administração, acompanhados por distintas autoridades portuguesas, visitaram esta tarde as instalações da loja em Canidelo para explicar em primeira mão o projeto de internacionalização da empresa

A Mercadona, empresa de supermercados, abre amanhã em Canidelo, Vila Nova de Gaia (distrito do Porto), o primeiro supermercado em Portugal. Este é o primeiro projeto de internacionalização da empresa, que opera no mercado espanhol com 1.636 lojas e uma faturação de 24.305 milhões de euros em 2018.

A visita institucional, realizada hoje no supermercado de Canidelo, contou com a presença, por parte da Mercadona, entre outros, do presidente Juan Roig e da vice-presidente Hortensia Herrero, juntamente com os restantes membros do Conselho de Administração e o Comité de Direção da empresa. Acompanhados, entre outros, pelo Secretário de Estado da Agricultura e Alimentação, Luís Medeiros Vieira, e pelo Secretário de Estado da  Defesa do Consumidor, João Torres, e pelo presidente da Câmara de Vila Nova de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues, que puderam ver em primeira mão o projeto de internacionalização da cadeia de supermercados.

Juan Roig referiu que "hoje é um dia histórico para a Mercadona, pois tornámos realidade o nosso sonho de internacionalizar a empresa num país vizinho com o qual temos importantes laços emocionais e culturais, como é o caso de Portugal. Em nome de todos nós que formamos a Mercadona, gostaria de agradecer a Portugal o apoio recebido para tornar realidade este marco empresarial num país que nos acolheu de braços abertos desde o primeiro dia e que é um exemplo de modernidade e inovação. Hoje é o início de um projeto partilhado para construir riqueza e progresso neste país irmão".

Por outro lado, o Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues, deu as boas-vindas à empresa e destacou: "é um enorme orgulho ver Vila Nova de Gaia acolher a abertura da primeira loja em Portugal da Mercadona, a maior cadeia espanhola de supermercados.  Este é o culminar de um processo que implicou muito trabalho conjunto, envolvendo não só a empresa, mas também a Câmara Municipal, a Junta de Freguesia de Canidelo e o Sport Clube de Canidelo, que graças a este envolvimento conta, há mais de um ano, com um novo estádio e melhores condições para a prática desportiva. Esta abertura reveste-se de grande importância, também, por se tratar de uma empresa que aposta fortemente na responsabilidade social, que muito valorizamos, e por proporcionar aos gaienses uma oferta comercial mais moderna. Estamos, por isso, agradecidos à Mercadona, por ter priorizado a entrada em Portugal através de Gaia, valorizando o interesse económico deste concelho e contribuindo para a criação de emprego”.

A nova loja, localizada em Canidelo, Vila Nova de Gaia (distrito do Porto), supôs um investimento de 8 milhões de euros e é a primeira das 10 lojas que a empresa tem projetadas em Portugal para o segundo semestre de 2019, todas nos distritos de Porto, Braga e Aveiro. O novo supermercado conta com uma equipa de 85 trabalhadores com empregos estáveis e de qualidade e responde ao Modelo de Loja Eficiente que a Mercadona está a implementar na sua rede de lojas. O primeiro supermercado da empresa em Portugal tem uma superfície de vendas de 1.800 m2 e tem 240 lugares de estacionamento. Tem um design que aposta por espaços amplos e diáfanos, que facilitam a entrada de luz natural e cores quentes na delimitação dos diferentes ambientes.

Esta loja é também o primeiro projeto de Responsabilidade Social da empresa em Portugal, onde o acordo de colaboração alcançado entre a Mercadona, a Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, a Junta de Freguesia de Canidelo e o Sport Clube de Canidelo permitiu que as instalações do clube de futebol Sport Clube de Canidelo sejam totalmente novas, proporcionando melhores condições para o desenvolvimento da educação desportiva de crianças e jovens.

Características da loja e suas secções

A nova loja dispõe de uma entrada de vidro duplo que evita correntes de ar, lineares específicos de leite fresco e sumos frescos, mural de sushi, um ponto de corte final da carne onde os "Chefes", como internamente a empresa chama seus clientes, podem solicitar um corte específico, uma charcutaria com presunto ibérico a corte, uma área de Pronto a Comer com receitas apetitosas, uma ilha central na perfumaria para cosméticos especializados e uma máquina de sumo de laranja espremido na hora.

Este Modelo de Loja Eficiente da Mercadona procura também oferecer um excelente serviço para facilitar o ato de compra dos clientes através de corredores amplos de frutas e legumes, e dois modelos de carrinhos, ergonómicos e leves. Além disso, possui áreas comuns para os funcionários desfrutarem de maior conforto nos seus momentos de descanso, assim como uma copa equipada e cacifos individuais espaçosos e cómodos.

Com esta abertura, os clientes da Mercadona poderão beneficiar da sua política comercial S.P.B. (Sempre Preços Baixos), que a empresa utiliza de forma exclusiva e que consiste em garantir o menor preço unitário dos produtos, com a melhor qualidade, de forma permanente. Graças a isso, a Mercadona pode oferecer aos seus clientes um sortido eficaz, independentemente de quem produza o produto, com a maior qualidade e ao menor preço possível, tendo sempre em conta uma Cadeia Agroalimentar que seja sustentável.

Mercadona em Portugal

Desde que anunciou a sua entrada em Portugal em 2016, a premissa da empresa foi sempre: "Ser uma empresa de Modelo de Qualidade Total portuguesa, de origem espanhola e com sede em Valência; e em Portugal, somos portugueses". O primeiro grande passo foi a criação da sociedade Irmãdona Supermercados S.A., com domicílio fiscal em Portugal. A empresa tem sede no Porto, onde estão localizados os escritórios centrais, além dos já existentes em Lisboa.

No ano 2019 a Mercadona prevê investir 100 milhões de euros no seu projeto em Portugal, aos quais se somam os mais de 160 milhões de euros investidos até à data, pelo que o investimento global do projeto da empresa ultrapassará os 260 milhões de euros desde que anunciou a sua entrada em Portugal, em 2016. O investimento destina-se principalmente à construção de supermercados; de um bloco logístico localizado na Póvoa de Varzim (Porto), concluído recentemente numa área total de 50.000 m2 e com duas naves de 12.000 m2, que servirão para o desenvolvimento da atividade logística em Portugal; e ao desenvolvimento do Centro de Coinovação localizado em Matosinhos, um grande laboratório de ideias de 1.000 m2 que ajuda a equipa da Mercadona a definir, em conjunto com os clientes portugueses, o surtido de produtos em Portugal, totalmente adaptado às necessidades deste mercado. Neste centro, as equipas de trabalho estudam detalhadamente os gostos e hábitos de consumo do "Chefe" português.

Além disso, a Mercadona, cujos fornecedores são muito, muito, muito importantes, colabora com 300 fornecedores portugueses há vários anos, comprou um valor de 203 milhões de euros desde que anunciou o seu projeto em 2016, tendo previsto um valor de compras em 2019 no valor de 90 milhões de euros. A empresa, que conta atualmente com uma equipa de 900 colaboradores portugueses, prevê alcançar os 1.100 colaboradores até ao final de 2019, continuando com os processos de seleção de todos os postos inicialmente previstos.

infografia dados aberturaPrincipais dados da Mercadona em Portugal.

Discurso abertura Eduardo Vítor Rodrigues, Presidente da Câmara de Vila Nova de Gaia, Pedro Siza Vieira, Ministro Adjunto e da Economia, e Juan Roig, Presidente da Mercadona, durante a visita institucional celebrada na primera loja da Mercadona em Portugal.

Primeira loja da Mercadona em PortugalJuan Roig, Presidente da Mercadona, Pedro Siza Vieira, Ministro Adjunto e da Economia, e Eduardo Vítor Rodrigues, Presidente da Câmara de Vila Nova de Gaia, na secção de "Pronto a Comer" da loja de Canidelo, Vila Nova de Gaia.

loja da MercadonaPedro Siza Vieira, Ministro Adjunto e da Economia; Luís Medeiros Vieira, Secretário de Estado da Agricultura e Alimentação, Eduardo Vítor Rodrigues, Presidente da Câmara de Vila Nova de Gaia, e Juan Roig, Presidente da Mercadona, durante a visita institucional celebrada na primeira loja da Mercadona em Portugal.

primeira loja da mercadonaExterior da primeira loja da Mercadona em Portugal, em Vila Nova de Gaia, Porto.