Uso de cookies

Utilizamos "cookies" próprios e de terceiros para elaborar o site. Se continua a navegar aceita o seu uso.

Para mais informações e política de cookies.

Mercadona premiada

Mercadona recebe o Prémio de Empresa do Ano da FEDECOM

08 de outubro de 2019
  • A Mercadona expandiu este ano a sua atividade em Portugal com a abertura das primeiras lojas da cadeia, dando início ao seu primeiro projeto de internacionalização, no qual investiu mais de 260 milhões de euros.

A Federação de Câmaras Oficiais de Comércio de Espanha na Europa, África, Ásia e Oceânia (FEDECOM) entregou ontem, 7 de outubro, em Lisboa, o Prémio de Empresa do Ano à Mercadona. Com este reconhecimento, a FEDECOM distingue todos os anos uma empresa espanhola que se destaca pela sua atividade comercial e económica num dos países-membros da Federação.  

A cerimónia de entrega do prémio teve lugar na Sala do Arquivo da Câmara Municipal de Lisboa e contou com a presença dos presidentes das principais associações empresariais de Portugal, assim como o Conselheiro Económico e Comercial da Embaixada de Espanha em Portugal, Pedro Moriyon. O prémio foi entregue pelo Secretário de Estado da Internacionalização de Portugal, Eurico Brilhante Dias, e em representação da Mercadona recebeu o prémio Elena Aldana, Diretora de Relações Externas de Portugal e Assuntos Europeus.

A Mercadona encerrou o exercício de 2018 com 1.636 lojas, 85.800 colaboradores, uma faturação de 24.305 milhões de euros e um investimento de 1.504 milhões de euros. A empresa representa um impacto económico na economia espanhola equivalente a 1,9% do PIB e é responsável por 630.000 postos de trabalho diretos e indiretos.

Em julho de 2019, a empresa abriu os seus primeiros supermercados em Portugal, sendo o seu primeiro projeto de internacionalização, onde já conta com 1.100 colaboradores portugueses. Atualmente, a empresa conta com 5 lojas abertas, das 10 lojas previstas para 2019. A abertura das lojas, os escritórios no Porto e Lisboa, o Bloco Logístico na Póvoa de Varzim e o Centro de Coinovação em Matosinhos totalizam um investimento global aproximado de 260 milhões de euros, desde 2016, ano em que anunciou a entrada em Portugal.

“Os investimentos são reflexo da confiança depositada na nossa economia. Contribuem para a criação de emprego e ainda promovem a coesão territorial. Espanha e Portugal são importantes parceiros e honra-nos que sejamos o país escolhido pela Mercadona no seu primeiro processo de internacionalização”, afirma Eurico Brilhante Dias, Secretário de Estado da Internacionalização, especificando ainda que a internacionalização da Mercadona “poderá potenciar a introdução de novos produtos portugueses e espanhóis nos dois mercados, permitindo maior transação de bens, promovendo a competitividade e fomentando o comércio entre os dois países”.

Eduardo Barrachina, presidente da FEDECOM, afirma: “Num mundo marcado por incertezas políticas, económicas e sociais, a expansão internacional da Mercadona converte-se numa referência clara que reflete a capacidade de adaptação das nossas empresas”.

Por sua vez, Elena Aldana, Diretora de Relações Externas da Mercadona de Portugal e Assuntos Europeus, refere: "Agradecemos à FEDECOM o reconhecimento outorgado à Mercadona num ano tão importante como este, no qual a empresa colocou em marcha o seu primeiro projeto de internacionalização. Este prémio resulta do esforço conjunto de todos os que fazem parte da Mercadona. Só deste modo se consegue criar uma grande empresa com um grande Modelo, tal como é a Mercadona."       

A Federação de Câmaras Oficiais de Comércio de Espanha na Europa, África, Ásia e Oceânia (FEDECOM) é uma associação internacional sem fins lucrativos que, fundada em 1996, reúne as 20 Câmaras Oficiais de Comércio de Espanha, reconhecidas pela Administração espanhola e estabelecidas na Europa, África, Ásia e Oceânia.

O evento contou com o apoio da Câmara de Comércio e Indústria Luso Espanhola (CCILE).

Prémio FedecomElena Aldana, Diretora de Relações Externas de Portugal e Assuntos Europeus

 

Imagem de capa: Eduardo Barrachina, presidente da FEDECOM, Elena Aldana, Diretora de Relações Externas de Portugal e Assuntos Europeus, e Eurico Brilhante Dias, Secretário de Estado da Internacionalização