Uso de cookies

Utilizamos "cookies" próprios e de terceiros para elaborar o site. Se continua a navegar aceita o seu uso.

Para mais informações e política de cookies.

Mercadona

Mercadona entra na APED

10 de fevereiro de 2017
  • Cadeia de supermercados junta-se à Associação que representa as principais empresas de retalho presentes em Portugal.

A Mercadona já faz parte da Associação de Empresas de Distribuição (APED), organismo que representa e defende os interesses das empresas de retalho.

Elena Aldana, Diretora de Relações Externas da Mercadona em Portugal, explica: “Para a Mercadona este é um passo muito importante pois consideramos que a APED é uma associação com muito prestígio a nível nacional e internacional, como entidade que desenha, define e desenvolve estratégias de apoio à distribuição, mas que também aprofunda e abre caminhos de diálogo com os outros stakeholders da cadeia agroalimentar".

Com a entrada na APED, a Mercadona vai estar envolvida em todas as atividades organizadas pela associação, com a qual pretende colaborar no que for necessário. “Queremos contribuir com tudo o que pudermos para sermos uma mais valia para o setor e para a associação de que já somos membros”, afirma Elena Aldana.

Sobre a Mercadona

A Mercadona anunciou em junho a decisão de iniciar a sua expansão internacional em Portugal. As primeiras quatro lojas, a inaugurar em 2019, vão estar localizadas na zona do Grande Porto.

Nesta primeira fase de expansão, a empresa prevê investir 25 milhões de euros e criar aproximadamente 200 postos de trabalho aos quais se irão somar os colaboradores contratados para cada uma das lojas.

Sobre a APED

Fundada em 1994, a Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição defende, promove e estuda o Setor da Distribuição, tendo por base a livre concorrência e a liberdade de acesso ao mercado por todos os agentes económicos.

A APED e os seus Associados operam num setor competitivo, moderno e orientado por diretrizes internacionais, assumindo-se por isso como parceiros indispensáveis para o desenvolvimento da economia portuguesa. Entre os associados encontram-se: Sonae, Jerónimo Martins, Auchan, Lidl, Aldi, El Corte Inglés, Mini Preço, IKEA ou FNAC.