Informe-se bem sobre os tempos de cozedura dos diferentes tipos de marisco para cozinhá-los na perfeição.

Tabela de Tempo de cozedura do Marisco

23 de dezembro de 2019

O tempo de cozedura do marisco é uma das questões que mais preocupam no momento de preparar as diferentes variedades que existem.

É importante saber que nem todos os tipos de marisco precisam dos mesmos minutos de cozedura, nem do mesmo tratamento.

Tanto no Natal como durante quase todo o resto do ano, é frequente o consumo de marisco, nas nossas casas e, sempre queremos causar uma boa impressão. Assim que é uma mais valia ter à mão um guia que indique os detalhes necessários para conseguir uma ótima preparação.

Na seguinte tabela tem as proporções de água e sal a utilizar, bem como o tempo e a forma de cozedura ideal para cada tipo de marisco.

Cozedura de marisco, gramas de sal e tempo, conforme o tipo

Tabela de Tempo de cozedura do Marisco

Conselhos para a cozedura do marisco e a sua preparação

  • É recomendável cozer os mariscos em água abundante com sal, na proporção que se indica na tabela de tempos de cozedura (uma colher de sopa de sal = 15-20 gramas).
  • Podemos acrescentar à cozedura umas folhas de louro a gosto, para aproveitar o seu toque aromático e o seu sabor suave.
  • A forma de cozedura varia dependendo do tamanho do crustáceo e de se está vivo ou morto: se o marisco é de grande tamanho ou está vivo, colocamos diretamente em água fria, cabeça para baixo e iremos subindo o lume, pouco a pouco. Se, pelo contrário, o marisco é de menor tamanho e está morto, colocamos em água quando esta começar a ferver.
  • Lagostim, lavagante e lagosta: tal como indica a tabela, uma vez cozido, deitar rapidamente o contéudo num recipiente com água muito fria (se possível com gelo) e acrescentamos um pouco mais de sal.
  • Amêijoas, berbigões e mexilhões: tal como indica a tabela, cozer a vapor, com meio dedo de água e conforme vão abrindo, retirá-los.
  • Sapateira, navalheira e santola: cozer numa grande panela de uns 5 litros. Se desejar, a sapateira, podemos deixá-la arrefecer e consumir a temperatura ambiente ou fria e a santola fica deliciosa servida quente.
  • Pode acompanhar os mariscos com molho cocktail, uma combinação perfeita.

Conselhos para a cozedura do polvo

  • É necessário congelar o polvo para suavizar as suas fibras.
  • Uma vez descongelado, mergulhá-lo três vezes seguidas em água a ferver, para que não perca a pele.
  • A cozedura depende do seu tamanho: um polvo de aproximadamente 1,5 kg, demorará cerca de meia hora.
  • Cozer com louro e uma cebola.

Os tempos ideais, conforme o tipo de marisco, são os que lhe explicamos à continuação. Siga, em todo o momento, o resto de indicações que contém a tabela, para cada caso.

  • Amêijoa
    Devem cozer-se com água durante 3 - 4 minutos.
  • Berbigão
    Devem cozer-se em água durante 3 minutos.
  • Mexilhões
    Devem cozer-se em água durante 3-5 minutos.
  • Lagostim médio
    Devem cozer-se em água durante 1-2 minutos.
  • Lagostim grande
    Devem cozer-se em água durante 2-3 minutos.
  • Lavagante médio
    Deve cozer-se em água durante 20 minutos.
  • Lavagante grande
    Deve cozer-se em água durante 25-30 minutos.
  • Corpo e pinças
    Devem cozer-se em água durante 6 minutos.
  • Lagosta
    Deve cozer-se em água durante 20 minutos.
  • Sapateira média
    Deve cozer-se em água durante 18 minutos.
  • Sapateira grande
    Deve cozer-se em água durante 20 minutos.
  • Navalheira média
    Deve cozer-se em água durante 5 minutos.
  • Navalheira grande
    Deve cozer-se em água durante 6-7 minutos.
  • Santola média
    Deve cozer-se em água durante 15 minutos.
  • Santola grande
    Deve cozer-se em água durante 18 minutos.

Outras recomendações

Recomendamos-lhe as nossas Receitas especiais para este Natal, que incluem uma boa seleção de pratos de peixe e marisco.